quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Natal chegando..

Olá queridocas!!
Confesso que nem abri as caixas com os enfeites natalinos ainda! Pretendo fazer isso no domingo, aproveitando a nova onda do 'dia da árvore'!
Nesta semana que passou voando, comecei os preparativos para o canto do Don.. o berço e os nichos chegaram e já começaram a ser instalados. Por enquanto está uma página em branco, rsrs, hoje ainda quero ir ver o tom de tinta que imagino ser o ideal, vamos ver se existe!
Até os cartões estão um pouco atrasados, mas devem estar na rua na próxima semana. Este ano resolvi usar carimbos, fitas e claro, tecidos! Olha que legal!!



E você já começou os preparativos para o Natal?
Bom fim de semana!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Obrigada!!!

Obrigada queridas! Por todo carinho no post anterior!! Não se preocupem, estou ótima.
Acontece que depois de toda essa história de parto humanizado é que a gente se dá conta de que sofreu violência.
Graças a Deus vivo outro momento hoje, serei mamãe de novo aos 40 anos.. rsrs.. carrego uma bagagem bem maior de experiência de vida!! E detenho todas as informações, inclusive sobre este assunto agora! É bem difícil passar por aquilo novamente, quando toda a equipe que estará comigo, sabe que eu sei quais são meus direitos!
Para mudar este quadro, devemos sim denunciar, acho que hoje, devido a esta movimentação sobre o parto humanizado, temos mais voz. E quanto mais for divulgado estes 'maus tratos', a coisa tende a melhorar, ou pelo menos ser repensada.

Ontem foi um dia bem corrido por aqui e como  já defini as cores do canto do Don há alguns dias, comprei tecidos e ainda passei numa livraria para comprar um livro que há tempos queria. O vendedor pediu que eu mentalizasse coisas boas e que tirasse um cartãozinho de uma caixinha.
Olhem o que saiu:

Bem, o que entendi é que fiz certo em ter contado a minha história e que sirva de motivação para que outras mulheres também o façam.
Por outro lado, não concordo muito com o 'fazer algo útil e bom' para ter o retorno de coisas boas, acho que devemos sim, fazer coisas boas e ser bom ao próximo porque é assim que deve ser, sem esperar retorno. Mas, por outro lado ainda, vem aquele ditado de que a gente colhe o que planta né..  sorry... rsrs... de vez em quando eu divago mesmo!!!
Bom feriado pra você!!!
Beijos
Miriam


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Eu sofri violência obstétrica no parto da minha Maria! E agora, como esquecer o trauma para enfrentar tudo de novo?!

Essa história de parto humanizado é mesmo muito esclarecedora!!!
Podem me apedrejar, mas ainda tenho muito medo e insegurança quanto a ter meu bebê em casa, talvez pela cultura que já está entranhada nas mulheres do meu tempo, principalmente nas que moram em cidade grande.
Eu nasci em casa, com parteira... assim como minhas duas irmãs seguintes, só a caçula nasceu no hospital porque a madrinha Maria Balbina, já estava muito velhinha e minha mãe não confiava em mais ninguém.
Confesso que nunca me ocorreu de perguntar à minha mãe se teve alguma diferença!
A gestação da minha Maria, foi perfeita! Engordei o ideal, pressão ótima, tudo certinho... mas, nosso dilema foi justamente na hora do parto.
Era outro momento da minha vida, não era tão nova, porém, numa cidade estranha, com gente que eu mal conhecia...
Devido a um problema no meu plano de saúde (pela mudança de cidade, perdi a carência - fui enrolada por um corretor), fui parar num hospital público.. na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, um lugar cheio de freiras por todos os lados... juro que optei em ir para lá, justamente por causa disso...
Minha bolsa estourou, 30 horas antes de Bel nascer... corri para o hospital!
Pois é, assim que pisei lá já me avisaram que não poderia comer mais nada e olha que nem tinha jantado naquele dia.
Foram momentos torturantes, primeiro porque ninguém te fala nada, as enfermeiras e médicos mal olham pra você e a água saindo...
Por volta de 14h do dia seguinte, comecei a sentir dores e com ela, a água que escorria já saía esverdeada... isso mesmo, meu bebê entrava em sofrimento, lembro-me que ouvi uma residente falar com o médico chefe,"dr., está saindo mecônio".. senti que ela estava preocupada comigo! Mas ele não fez nada, apenas orientou que me levassem para a sala de pré-parto! É isso mesmo, lá tinha uma sala, onde te largam sozinha, um lugar meio escuro e isolado, onde você pode gritar à vontade, ninguém vem te ver... A esta altura, a dor já era insuportável, não tive soro, nem ao menos alguém para trocar a minha roupa, (acreditem, eu estava com a roupa que vim de casa, inclusive o sutiã), hora ou outra, alguém entrava e via a tal da dilatação.. que acontecia muito devagar... tinha um relógio numa das paredes e vi que já eram 18h... já estava sofrendo com fortes dores desde às 14h, perdendo água e saindo mecônio e ninguém fez NADA. Nem ao menos a lavagem que dizem ser comum fazer, fizeram em mim... então já sabem né... pois é, foi humilhante! Na hora que eles viram que não tinha mais jeito, me levaram para outra sala, an-dan-do, o médico que a esta altura já era outro, o anterior me deixou lá jogada porque era final de plantão... o que assumiu o plantão, se recusou a fazer meu parto, pois eu estava muito suja e ele estava com nojo.. rsrs.. é, eu tive que ouvir isso!! Quem fez meu parto, foi uma residente...
Meu bebê nasceu com apgar 4... é tipo um 'termômetro' se o bebê nasceu bem ou não, onde 10 é quando o bebê nasce super bem.
Meu bebê nasceu sufocado, só chorou depois de alguns segundos, uma eternidade para mim! Então colocaram a carinha dela para eu ver, a imagem do rostinho dela, ahhh essa vai comigo para o túmulo né... nunca me esqueci!!!
A médica que terminou o meu parto, foi muito simpática, tentando me distrair enquanto dava os famigerados pontos...
O dilema não acabou, me levaram para a enfermaria e vi que os bebês iam chegando e nada do meu... perguntei a enfermeira, que apenas disse que ela viria em breve...
Adormeci...
Na manhã seguinte, fui tomar um banho... isso mesmo! Estava imunda... os bebês voltaram novamente e nada do meu...
Foi quando a enfermeira me disse que ela estava muito cansadinha por isso estava na encubadora, quase surtei... tive que caminhar até o berçário, um lugar distante uns 50m, imagina alguém toda cheia de pontos ter que caminhar tudo isso... meu bebê estava lá, não pude amamentá-la, meus seios explodiam, nem ao menos tentaram tirar o leite com a bombinha, deram chuquinha pra ela!! Perguntei à pediatra se ela ficaria bem, a resposta foi.. 'acredito que sim', de costas para mim! Depois disso, só me lembro de estar na cama da enfermaria, isso mesmo, desmaiei de tanto terror com aquela declaração.. quando acordei tinha uma 'psicóloga' para falar comigo, rsrs... GARGALHEI!! Só disse a ela o seguinte, NÃO PRECISO DE VOCÊ, QUERO O MEU BEBÊ!!! Ela saiu assustada...
No dia seguinte, ela já podia sair da encubadora, mas não do berçário, então eu tinha que ir caminhando até lá para vê-la, e pude então tê-la em meus braços..
Acha que acabou? Não....... Foi muito difícil fazê-la mamar no peito, pela minha falta de experiência e mal jeito, pelo fato de terem dado uma chuca pra ela mamar, ela não conseguia sugar, pela dor que eu sentia no próprio seio e ainda pelos pontos inflamados pelas caminhadas constantes até o berçário... me deram um banquinho de madeira para sentar.. rsrs..
Ficamos lá por cinco dias, meu bebê tomava duas injeções de antibióticos por dia  na perninha, por causa do mecônio que entrou em seus pulmões, o caroço na perninha dela, demorou alguns meses para desmanchar...
Quando saímos, alguns dias depois, voltei na médica do posto de saúde e contei todo o ocorrido, foi quando ela me disse que o meu caso era para cesária, logo na manhã seguinte à internação, minha placenta estava rota e isto fez com que meu bebê entrasse em sofrimento. Um tempo depois, também descobri que tinha um desvio na coluna, por conta de todo o tempo fazendo força sem necessidade.
Alguns meses depois, o SUS mandou um relatório, tipo pesquisa de opinião... eu relatei todo o ocorrido e vocês acham que aconteceu alguma coisa??? kkkkkkkkkkkkkkkk....

Minha Maria Isabel, princesa da mamãe, nunca teve sequelas, goza de uma saúde muito boa, com a graça de Deus!! Mamou até os dois anos de idade, porque eu fui perseverante naquele começo dramático e suportei a dor bravamente.

Desculpem-me pelo texto imenso, mas desde que descobri que estava grávida, isto tem sido um dilema para mim! Parto normal?! Nunca mais?! Não sei...
Hoje vivo outro momento, graças a Deus! O obstetra que me acompanha é muito bom e diante do relato acima, acha muito cedo para discutirmos como será o parto... no fundo, ele já sabe, mas tem me deixado bem à vontade para escolher, sei que na hora o que vai pesar mesmo serão as minhas condições e a do bebê e isso não tem preço para mim!

Segue o link de um blog fofo Adele Doula, que descobri esses dias e conta o relato de outras mães, que assim como eu, também sofreram violência obstétrica.


Euzinha, com um rapazinho de 21 semanas na barriga, que se chamará DON!


Obs.: revivendo tanta coisa ruim para escrever este post, me esqueci de dizer que quando meu bebê pode ir para a enfermaria ao meu encontro, a enfermeira me notificou para ter cuidado porque a clavícula dela tinha sido fraturada no parto.
A fragilidade era tamanha, a falta de informação e apoio também! Hoje vejo que deveria ter processado aquele hospital! Graças a Deus, o Ministério Público interditou aquele antro por outros motivos.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

A beleza está nos olhos de quem vê

Que eu amo quadros, todo mundo já sabe. Tenho tantos que agora preciso revezar, pois já não tenho paredes para todos eles.
No último Decora, vi um quadrinho fofo e resolvi fazer um parecido...
No programa, era maior e o jornal era em japonês, muito cute né, mas aqui em casa, usei uma matéria do Globo da semana passada e ficou assim:

Usei uma moldura que é também porta-retrato, comprei na TokStok, uma página de jornal e um pedaço de tecido cortado em forma de coração e fim.


Achei tão lindinho!!!
Beijos
Miriam

Obs: As fotos não estão lá essas coisas, porque os dias estão muito escuros por aqui..
nem parece primavera!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...