sábado, 18 de maio de 2013

Oi vô!

Oi vô!!
Sabe aquele curso que eu queria muito fazer? Pois é, foi adiado para hoje... foi ótimo, adorei! Providencial ser hoje, afinal tive com o que me distrair! Seria muito difícil ficar em casa...
Naquele momento, há dez anos, sabia que tudo dali para frente seria diferente.
De todos os seus netos, eu fui a  mais sortuda, tive mais tempo com você, esta é a vantagem de ser a mais velha.
Várias coisas marcaram minha vida: seu cuidado com  a vó (isso eu descobri com o Paulo e como é bom né ter alguém que ama e se preocupa com a gente), outra coisa era seu jantar pontual às 18h, afinal depois disso era 'perigoso'... os fins de tarde na varandinha, esperando o sol 'cravar'!! Ahh sabe as suas cadeiras azuis? Estão na casa fofa da Elinha, têm lugar de honra na sala dela.
Muitas coisas aconteceram depois que você partiu, muita gente nova chegou na família: a Elinha, teve a Melody e o Felipe, a Dilinha teve o Kauan, o Frain teve o Joshua e a Carol, o Enzo.
Ahh você ia ficar tão feliz se pudesse presenciar estes momentos conosco!!!
Estamos todos bem! Cada um de sua maneira, conseguiu seguir sua vida.
A minha mudou muito e eu sei que tive ajuda sua.
A vó que ficou bem tristinha depois que você se foi, mas agora sei que ela já te reencontrou, ou ainda vai, depende da forma que se acredita né.
Outras coisas não mudaram, principalmente aquela que tanto te entristecia...
É vô! Tem coisas que não mudam e a gente por aqui, continua sem entender, mas sei que você já sabe o porquê que é assim.
A diferença de antes para agora, é que  eu e minhas irmãs, não temos mais o seu olhar doce, cúmplice e cheio de amor!!
Afinal, somos e sempre fomos as únicas vítimas né...
Tem uma coisa que você disse pra vó, na última vez que nos vimos e que ela só me contou alguns anos depois. Era verdade, você me conhecia tão bem né!! Você percebeu, você sabia!
Quero te dizer que sofri muito com sua partida, acredita que precisei fazer terapia com uma psiquiatra? É verdade!!
Mas agora estou bem, o jeito de pensar com relação à morte mudou. Encaro de uma forma diferente. Sem a agonia de não querer que aconteça. Com sua partida, aprendi que é algo que não tem como controlar, pois cada um tem seu tempo por aqui.


... Eu sei que um dia a gente vai se encontrar de novo.
Meu avô, meu pai, me deu amor e carinho como ninguém mais!


* Às 18h do dia 18/05/2003, meu avô partiu, nem o tempo me fez acostumar com a ausência dele.



10 comentários:

  1. Que lindo... eu tive um avô que guardo para sempre comigo. Não tivemos oportunidade de passar tanto tempo juntos, mas ele me fez tornar o que sou hoje. Pessoas assim, carregamos para sempre... mesmo.

    Um beijo pra vc *-*
    Re Vitrola

    ResponderExcluir
  2. A saudade é dilacerante, me ocupei hoje ao máximo para não lembrar desse ser tão bondoso e que nos amou como ninguém mais nos amará.
    Fiz um post hoje cedo..acordei com a música do Tim Maia 'Gostava tanto de você' e ela realmente se parece muito com tudo o que sinto.
    Ele continua nos abençoando ao lado da vó ..pq nós eramos o tesouro mais precioso daquela duplinha...Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Miriam, que homenagem linda, que saudade boa!!!
    bjs!!!

    ResponderExcluir
  4. Miriam
    Que linda sua homenagem! Que o Senhor console seu coração sempre. Um amor assim sente saudades.
    Um beijo e um lindo domingo para a família.
    Thais

    ResponderExcluir
  5. Miriam, que lindo post. Me emocionei daqui também. Com o passar do tempo a gente transforma a dor da perda em uma saudade boa, sem aquele desespero, e acho que você já conseguiu fazer isso. Então agora é manter a memória de seu avô viva, relatando aos membros da nova geração da sua família as boas experiências que ele te proporcionou. Beijos querida!

    ResponderExcluir
  6. O amiga, eu sinto muito.Perdi meus avós muito cedo, mas sinto a falta deles até hoje.Se fecho os olhos sinto o cheirinho da cada um e a doçura no olhar, essa mesma que vejo em seu avô.Um dia os encontrarei.Eu creio.
    Bjs no seu coração, fique bem e quando a saudade apertar, desabafe mesmo, lava a alma.

    ResponderExcluir
  7. Olá querida Miriam,
    Fiquei emocionada ao ler seu post...perdi minha avó materna recentemente,e posso imaginar(ou acho que posso)o que vc sente.
    A vida fica vazia e creio que ninguém preenche esse espaço em nosso
    coração.Mas nossa esperança está em Deus,de um dia estarmos juntos novamente.Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, sempre passo por aqui admirada por suas postagens, suas artes, suas aventuras em cozinhas, suas fotos, mas nunca cheguei a comentar. Diante dessa linda declaração de amor ao seu querido vozinho é impossível passar e não te parabenizar por palavras tão doces e sinceras. Adorei a homenagem, linda, linda.

    ResponderExcluir
  9. Lindo...
    Há coisa melhor do que alguém passar por essa vida e deixar doces recordações?
    Um beijo!

    ResponderExcluir

Fico feliz quando você expressa sua opinião e respondo seu comentário, assim que possível!! Bjinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...