segunda-feira, 14 de maio de 2018

Casinha nova

Olá tudo bem?
Passando só para dizer que o blog está de casa nova, acessa lá!!
mundinhodemirita.com.br

Beijos
Miriam


terça-feira, 27 de março de 2018

O Outono me inspira

Sim, eu amo o Outono... por alguns anos, quando morei no Rio, preferi o inverno e depois que voltei para Ubatuba, entendi o porquê.
É porque o inverno do Rio é a cara do Outono daqui.
Outono é calmaria, Outono é poesia.
Outono aqui é calor de menos e friozinho na medida. É por do sol perfeito, é céu azul intenso, é delícia.
Gosto do Outono.
É poder arrumar uma mesinha no jardim, comer um bolo amanteigado de laranja com chá de melissa do quintal, ou um café fresquinho sem me preocupar com os indesejados mosquitos.
E foi o que fizemos no primeiro domingo do Outono, celebramos a sua chegada.


A louça foi herança de minha grande amiga Lidia, Deus te proteja querida, onde você estiver.
A toalha e guardanapos são da @fioeco, da querida Lu.

Bom Outono pra você!!



sábado, 23 de dezembro de 2017

Granola de Natal e o aniversariante do dia

Olá tudo bem? Muita correria nesta antevéspera de Natal?
Entrei de férias e dedicação exclusiva à minha família amada, a partir de ontem. Então,  fiz o mercado, comprei tudo o que será preciso para a nossa ceia amanhã e para o restante da semana também porque depois do Natal a cidade ferve.
A outra meta para ontem, era fazer granola. Fiz uma quantidade maior que a de costume, porque amo presentear com comidinhas.
Vou passar a receita para vocês, que é uma adaptação da receita da Bela Gil.


Ingredientes:

200 g de quinoa em flocos
200 g de castanha do pará quebrada
200 g de semente de abóbora sem casca
200 g de semente de girassol
100 g de amêndoas em lâminas
2 colh sopa de resíduo de coco (resíduo de leite de coco caseiro)
2/3 de xícara de melado
meia  xícara de óleo de coco

Numa tigela, misture bem a quinoa e o resíduo de coco com o melado e óleo de coco. Distribua numa assadeira, e asse por 20 min em temperatura a 200°, mexendo sempre. Tire do forno e misture as castanhas, deixe por mais 10 minutos. Tire do forno e deixe esfriar bem para armazenar, a crocância só depois de frio.




Obs.:
O resíduo de coco pode ser substituído por coco ralado sem açúcar
No lugar da quinoa, pode ser aveia
Dobrei a receita somente na quantidade de castanhas e no melado e óleo de coco, a quinoa é a mesma quantidade na porção menor, fiz assim porque gosto com muitas castanhas.
Pode-se acrescentar também, uva passa e damascos, mas somente depois que tirar do forno para não ressecarem, ok?

Se você está na dúvida do que dar de presente para alguém, dê comidinhas, acho tão afetivo!! Pode ser esta granola, antepasto de berinjela ou abobrinha (meta de hoje), brownie nas forminhas descartáveis, cappuccino, biscoitos.. etc.. etc.. enfim, uma infinidade de coisas, basta por muito amor e caprichar na embalagem.


Desejo um Natal cheio de paz e muito amor, que o convidado principal para a nossa ceia, seja o aniversariante do dia, JESUS, nosso melhor amigo, modelo e guia. Que possamos ter um coração agradecido por tudo o que temos e ainda compaixão por aqueles que são menos favorecidos.
Deus abençoe à todos nós. Assim Seja.



segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Organizando quarto de criança - parte 1


Olá tudo bem?
Ontem, foi dia de organizar o guarda-roupa do Don.
Uma regra que sigo na casa toda é: setorizar, ou seja, os pertences de cada integrante da família, ficam em seus quartos. Ex Don: roupas, sapatos, utensílios de cama e banho, brinquedos e livros.
Costumo fazer este trabalho mais detalhado de organização, a cada troca de estação.


Abaixo, seguem algumas dicas preciosas:

  • Don tem um armário com prateleiras e cabideiro e uma cômoda. No armário, uma parte é roupeiro (guardo as roupas de cama, banho e itens de higiene); nas prateleiras maiores ficam algumas cestinhas, onde coloco os uniformes escolares (só eles) e outra somente para as roupas de `sair´, que são passadas e ficam longe dos olhos dele porque costuma bagunçar as gavetas rsrs. Na cômoda de quatro gavetas ficam as roupas de uso rotineiro, dividido assim: gaveta de pijamas, de cuecas e meias, de camisetas (manga curta e longa e sem manga) e de shorts e bermudas. Já no cabideiro, no lado esquerdo, coloco as camisas de algodão, as de gola e as calças, no lado direito: casaco da escola, roupão de banho e cabides sem uso. Adotei o mesmo critério em todos os armários da casa, cabides iguais, porque facilitam na visualização e também na estética e a sequência de roupas mais pesadas para as mais leves, assim como cores mais escuras para as mais claras, além de comprimentos de mangas e estampas.
  • Limpo as prateleiras e gavetas, com uma misturinha de água e vinagre de álcool em partes iguais, para tirar cheiro ou vestígio de mofo (quando seca, o cheiro do vinagre some, costumo fazer isto pelo menos uma vez por mês ou quando chove vários dias seguidos, aqui em Ubatuba é muito úmido).
  • A primeira tarefa é separar as peças da estação qie passou, o que precisa de reparo e o que vai para a doação. Em seguida, separo as roupas mais pesadas de frio (se é verão) e guardo num organizador de plástico transparente, com zíper. Deixo apenas dois casacos de moleton fino, um com gorro e outro sem e dois pijamas longos de tecido fino também.
  • Os sapatos, guardo numa cestinha. Depois do uso, passo a mesma misturinha de vinagre e água por todo o sapato, deixo um pouco no sol e depois volta para a cestinha. Se vai usar o mesmo algumas vezes seguidas (ex: o tênis da escola), já fica no armário do hall de entrada e costumo lavar de 15 em 15 dias.
  • Os pijamas e joguinhos de capas de fronha e almofadas, já ficam em rolinhos, dobro as peças uma dentro da outra (ex: a calça ou short do pijama, posiciono por dentro da dobra da camisa, assim na hora de pegar já vem os dois juntos, o mesmo faço com as fronhas).
  • Troco a roupa de cama uma vez por semana, ou quando suja antes disso, e as toalhas de banho de três em três dias.
  • Passo somente as roupas de sair, fronhas e capas de almofadas, o restante tento dobrar logo que tiro do varal, pois evitam amassar muito, mas quando não é possível, apenas dobro cada peça ao meio e deixo dentro de uma bacia, até poder dobrar e guardar em seus devidos lugares, com exceção dos lençóis, estes já dobro na hora, (futuramente farei uma postagem, ensinando a dobrar lençol de elástico).
  • Na mala cinza, (malinha dele que foi para a maternidade), quando não viajamos (as coisas dele vão nela), guardo os edredons e mantinhas mais pesadas, só deixo para fora o que está em uso, prateleira de baixo.
  • Você deve estar se perguntando, porque arrumar as gavetas se a criança vai mexer e desarrumar tudo? Veja bem, nossos filhos aprendem com o nosso exemplo e também com a visualização. Como ele saberá o que é estar organizado, se nunca viu? E como você poderá cobrar dele, se não pratica? Talvez esta seja a parte mais desanimadora de toda a tarefa de Organizar um quarto infantil, mas lembre-se que temos a obrigação de ensiná-los e isto requer um certo sacrifício, sempre.
Perceberam como existe diferença entre Organizar e Arrumar? Pois é! Para quem não está habituado, parece ser um trabalhão sem fim, mas te garanto que é justamente o contrário, pensa o quanto de tempo você vai ganhar, evitando procurar determinada coisa ou, ainda pior, gastar dinheiro com outra peça porque não achou a que você já tem.
Comece devagar, por uma gaveta, ou por uma prateleira, mas comece!!
A parte II, será sobre brinquedos e livros ta bom!!
Gostaram? Qualquer dúvida, podem me perguntar!!









quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Bolo de fubá

Acho que desta vez, fiz sim, o bolo perfeito!!
Ficou um fofo mais pesado, do jeito que a-mo...
Receita:
1 xícara de milharina (hidratada, no ponto de fazer cuscuz)
1 xícara de fubá
1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de farinha de arroz
2 colhs sopa de resíduo de coco (resíduo do leite de coco caseiro), mas pode usar coco ralado de saquinho, sem açúcar.
1 pitada de sal
1 colh sopa fermento
Misture todos os ingredientes secos e reserve.

Em outra tigela, misture:
1 1/2 açúcar cristal
1 xíc de óleo
Bater até formar uma pasta
Juntar 3 ovos, um a um
1 colh chá de extrato de baunilha
1 potinho de coalhada
Acrescentar os ingredientes secos, misturar bem.
Unte uma forma de furo no meio e asse em forno pré-aquecido a 200°, por uns 40 min, ou até que doure e solte do guarfo.
Bati na mão, mas pode usar a batedeira em velocidade baixa qdo misturar os ingredientes secos para não desandar o fermento.
Faz aí e me conta!!